‘Canção da Felicidade’ de António Nobre

Felicidade! Felicidade!1476264_634006983328066_260283674_n
Ai quem me dera na minha mão!
Não passar nunca da mesma idade,
Dos 25, do quarteirão.
 
Morar, mui simples, nalguma casa
Toda caiada, defronte o mar;
No lume, ao menos, ter uma brasa
E uma sardinha pra nela assar…
 
Não ter fortuna, não ter dinheiro,
Papéis no banco, nada a render:
Guardar, podendo, num mealheiro
Economia pró que vier.
 
Ir, pelas tardes, até à fonte
Ver as pequenas a encher e a rir.
E ver entre elas o Zé da Ponte
Um pouco torto, quase a cair.
 
Não ter quimeras, não ter cuidados
E contentar-se com o que é seu,
Não ter torturas, não ter pecados,
Que, em se morrendo, vai-se pró Céu!
 
Não ter talento: suficiente
Para na vida saber andar,
E quanto a estudos saber somente
(Mas ai somente!) ler e contar.
 
Mulher e filhos! A mulherzinha
Tão loira e alegre, Jesus! Jesus!
E, em nove meses. vê-la choquinha
Como uma pomba, dar outra à luz.
 
Oh! grande vida, valha a verdade!
Oh! grande vida, mas que ilusão! 
Felicidade! Felicidade!
Ai quem me dera na minha mão!
 

António Nobre ‘Só’

ΩΩΩΩ

Encontram-me aqui:

sarafarinha.wix.com http://sarinhafarinha.wordpress.com sara.g.farinha@gmail.com@sara_farinha  goodreads_Sara Farinha  facebook  google+ sarafarinha  Pinterest youtube

Anúncios
Esta entrada foi publicada em António Nobre com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s