‘Tudo passa…’ de Sara Farinha

10440678_559205460857603_6132816524651174917_n
Ar que se escapa
Entre dedos, tudo se acaba
Ar que se evapora
Tudo é nó que se desata.
 
Passa o ar, entre dedos
Tudo que se ata, desenlaça,
Ventos feitos de medos,
Esvoaça e escapa.
 
Ar que passa e laça
Sonhos, medos, tudo passa
Ar que leva e desata,
Tudo, mas tudo se desembaraça.
 
Vento e tempo, tudo passa
Preâmbulos de Graça,
No ar que se enlaça,
Passa vento, Presente que abraça.

Sara Farinha

ΩΩΩΩ

Gostaram deste poema? Então subscrevam este blogue e recebam todas as novidades por e-mail.

ΩΩ

Encontram-me aqui:

 
sarafarinha.wix.com http://sarinhafarinha.wordpress.com sara.g.farinha@gmail.com@sara_farinha  goodreads_Sara Farinha  facebook  google+ sarafarinha  Pinterest youtubetumblr-icon
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sara Farinha com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixem aqui os vossos comentários ou enviem e-mail para: sara.g.farinha@gmail.com

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s